“Convênio com a Farmácia Extractus traz qualificação a acadêmicos”

Publicado em 20/04/2016, em Destaque, Notícias.

Os alunos do curso de Farmácia da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) agora contam com a chancela da Universidade para as suas atividades em uma Farmácia Universitária, por meio de um convênio assinado entre a UFPel e a Farmácia Extractus. Até então, essas atividades eram realizadas na mesma Farmácia, através de uma parceria da Fundação de Apoio Universitário (FAU) e da gestão do curso, com o apoio da farmacêutica Andreia Rodrigues.

A Farmácia Extractus se caracteriza por ser um laboratório didático-especializado, que integra teoria e prática profissional, dando suporte ao desenvolvimento de competências indispensáveis ao atendimento das necessidades de saúde do paciente, família e comunidade. A Farmácia possui espaço para realização de aulas práticas e teóricas, sendo um importante campo para realização de atividades didático-pedagógicas nos três eixos: ensino, extensão e pesquisa.

De acordo com Nota Técnica DAES/INEP nº 008/2015, publicada em 4 de março pela Diretoria Nacional de Avaliação da Educação Superior do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), entre as principais mudanças anunciadas no Instrumento de Avaliação dos Cursos de Graduação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), está a obrigatoriedade da estruturação da Farmácia Universitária para os cursos de Farmácia.

De acordo com a coordenadora do curso de Farmácia, professora Maria Cristina Werlang, a partir do convênio firmado foi possível alinhar o curso às obrigatoriedades previstas pelo INEP, que prevê uma formação qualificada para o farmacêutico. Esse convênio faz parte de um projeto de ensino coordenado pelo professor Claiton Leoneti Lencina, contando com demais docentes da Farmácia em sua equipe colaboradora. “A formalização do convênio só foi possível com empenho de todos os envolvidos no Projeto, contando igualmente com o apoio do professor William Peres, docente do curso e atual presidente da Comissão de Ensino do Conselho Federal de Farmácia, e também da reitoria da Universidade, que valorizou a importância do convênio na formação profissional dos estudantes”, pontuou a coordenadora.

O curso de Farmácia possui atualmente cerca de 200 alunos, sendo o curso com maior número de discentes do Centro de Ciências Químicas, Farmacêuticas e de Alimentos (CCQFA). O volume de alunos que participarão de atividades de ensino na Farmácia vai variar conforme o tipo de atividade a ser desenvolvida. A estimativa da coordenação é de que possa alcançar o número de até cem acadêmicos por semestre.

 

Fonte: http://ccs2.ufpel.edu.br/wp/2016/04/20/convenio-com-a-farmacia-extractus-traz-qualificacao-a-academicos/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *